5.2.1. Informação geral e medidas de segurança

Também ver Conforto de Parte das Administrações Dianteiras e métodos da operação.

O ar dado pelo sistema da ventilação ao interior do carro via o filtro pode aquecer-se ou esfriar-se dependendo da escolha do motorista e passageiros. O aquecedor ou o condicionador instalam-se no salão, no caso abaixo do painel. Toda a corrente do ar dado ao salão vai para aquecer-se ou esfriar pela mesma cobertura. A temperatura e a velocidade de uma corrente de ar regulam-se por meio das administrações localizadas no painel de controle.

O calor gerado durante a operação do motor transfere-se esfriando o líquido ao radiador de aquecedor localizado no salão. A corrente aérea trazida do sistema da ventilação passa por um radiador e esquenta o calor do líquido que esfria do motor que prossegue em um radiador. O ponto do aquecimento regula-se por meio da mistura em certa proporção de ar quente e frio por meio da porta que se mistura com o motorista do servomecanismo.

O ar usado retira-se do salão por válvulas de respiro com válvulas backpressure.

O aumento em um consumo de ar via o trocador de calor fornece o ventilador de ar puro.

Se for necessário apagar a provisão de ar puro, por exemplo, em um mau cheiro, os comutadores de sistema no modo de circulação no qual no salão só o ar que está disponível lá circula.

A comutação do sistema no modo da circulação confirma-se pela ativação de uma lâmpada de controle (ver as Administrações Dianteiras e os métodos do funcionamento seguro).

Sistema de condicionamento aéreo de salão

Esquema de um contorno do condicionador de ar

1 — o Torcedor
2 — Evaporador
3 — a Larga válvula
4 — o Tanque
5 — o condensador Fan
6 — o Condensador
7 — o Compressor
e — ar Externo para esfriar do condensador

b — o ar Quente que se leva do lado de fora
com — não ar esfriado que vai via o torcedor
d — o ar Esfriado que vai a salão
E — Alta pressão, gasosa
Em — Alta pressão, líquido
Com — pressão Baixa, líquido
D — pressão Baixa, gasosa

O diagrama de função do sistema de condicionamento aéreo típico submete-se em uma ilustração. Os trabalhos com o sistema de condicionamento aéreo têm de executar-se por uma oficina especializada. Não se abra em todo um contorno de circulação de líquido refrigerante como no contato com o líquido refrigerante de pele pode causar uma ulceração.

Por meio da temperatura aérea de sistema de condicionamento aérea no salão pode diminuir em baixo da temperatura externa. Durante o trabalho de umidade de sistema em reduções de salão. Durante o tempo molhado, o ar puro que chega anteriormente esfria-se então novamente calor até a temperatura de jogo. Assim a sua drenagem faz-se. Por meio deste procedimento fogging de copos retira-se.

O sistema de condicionamento aéreo compõe-se do compressor, o condensador, um regulador, evaporador, container com líquido refrigerante e oleodutos se unem.

O sistema de condicionamento aéreo compõe-se do condensador localizado antes de um radiador do sistema de esfriamento, evaporador localizado na cobertura geral com o trocador de calor de um aquecedor, o compressor, um receptor/desumidificador, e também os tubos de refrigerador que unem o enumerado acima de componentes. Em uma entrada de evaporador a porta que fornece diferença de pressão necessária para funcionar do sistema instala-se. Como líquido de trabalho em um caminho do sistema K/V o líquido refrigerante como R134a que modifica o estado agregado dependendo de uma combinação dos parâmetros de definição (temperatura e pressão) usa-se.

O torcedor fornece a provisão de ar de salão a evaporador que funciona pelo princípio, o princípio de regresso do funcionamento de um radiador, no calor de carburador seleciona-se do ar e transfere-se para o líquido refrigerante. Aquecer-se, o líquido refrigerante evapora-se e na saída de evaporador transforma-se no estado gasoso.

O compressor do condicionador dá-se à rotação de um cabo de inclinação do motor por meio da transmissão por correia e fornece em um caminho de trabalho do sistema a pressão excessiva a 30 atm. Em consequência da compressão adiabatic o líquido refrigerante que está no estado gasoso, esquenta-se. Vir ao líquido refrigerante de condensador esfria-se com um pela corrente de ar externo e, condensar-se, transforma-se no líquido que é abaixo da alta pressão. Em uma transmissão por uma pressão de regulador do líquido refrigerante líquido deposita-se. Além disso, o líquido refrigerante evapora-se em um contorno, ao mesmo tempo fortemente esfriando-se e, passando por evaporador, seleciona o calor do ar levado por ele. O ar esfriado move-se para o interior do carro. Em consequência do aquecimento em evaporador o líquido refrigerante transforma-se no gás da pressão baixa e novamente vem ao compressor então o processo de repetições de circulação.

A segurança mede no serviço de componentes do sistema de condicionamento aéreo

O sistema é abaixo da pressão! Não tente desconectar qualquer tubo acerca do sistema de condicionamento aéreo anteriormente sem ter retirado dele o líquido de trabalho. A remoção de líquido do sistema - operação bastante difícil que tem de executar-se na estação do serviço. No sistema há um líquido refrigerante do tipo de R134a. Assegure-se que na estação lá é necessário com esta finalidade como líquido refrigerante um equipamento. Use olhos arregalados, desconectando tubos de sistema.

O sistema de condicionamento aéreo tem de servir-se por técnicos exclusivamente preparados treinados em métodos de trabalho seguros, com o uso do equipamento apropriado com a observância de regras de depressurization, informado com métodos da reunião e ordem do armazenamento do líquido refrigerante automobilístico.