8.5. Remoção e instalação RKPP

Detalhes da instalação RKPP 717.461 (ML 230 modelar)

1 — o caso RKPP
2 — alavancas Executivas de comutação
3 — o carregamento de Lançamento
4 — a alavanca Bifurcada de apagamento de união
5 — o dedo Persistente
6 — o Parafuso

7 — o Portador
8 — o Caso de adaptador
9 — o Parafuso
10 — o braço Básico de um suporte de forma triangular de interrupção de sistema de produção dos gases cumpridos
11 — a Noz
32 — a Braçadeira


 ORDEM DE REALIZAÇÃO

  1. Os detalhes da instalação RKPP 717.461 em modelos ML 230 mostram-se em uma ilustração a que todas as referências que se encontram no texto pertencem.
  2. Desconecte um arame negativo da bateria.
  3. Retire o caso de transferência (ver a Cabeça a Linha de transmissão).
  4. Dê nozes (11).
  5. Resulte pinos (9) e retire um braço básico do sistema da produção dos gases cumpridos (10).
  6. Retire uma braçadeira (32) e desconecte uma vara que liga da alavanca executiva (2).
  7. Retire o cilindro executivo da união (ver a Cabeça a Linha de transmissão) e, sem desconectar linhas hidráulicas, leve-o à parte.
  8. Sustente a transmissão (1) um macaco de carreta.
  9. Resulte pinos (6) e, ao mesmo tempo levando em um macaco atrás e abaixo, transmissão separada (1) do motor, - em caso da necessidade arrancam o portador (7).
  10. Verifique uma condição do lançamento que carrega (3), alavanca bifurcada do apagamento da união (4) e o carregamento de bola equipado de flautas em um cabo de inclinação do motor.
  11. Verifique o nível de óleo de caixa de mudanças que tem de conseguir a redução mais baixa de uma abertura controlar/engrossar, - em caso da necessidade fazem o ajuste correspondente (ver a Cabeça do sistema de provisão de Poder e produção dos gases cumpridos).
  12. A instalação faz-se de pernas para o ar, durante a instalação do cilindro executivo da pista de união que o dedo persistente (5) adquiriu a um ninho de recepção esférico na alavanca bifurcada do apagamento da união (4).

RKPP 717.461

Detalhes da instalação RKPP 716.644 (CD-I MODELAR ML 270)

1 — o caso RKPP
2 — alfinetes Fixam
3 — a alavanca que se Une
4 — Rod que liga
5 — a Alavanca que liga
6 — a linha Hidráulica
7 — a Braçadeira

8 — a tomada de Contato de uma instalação elétrica do comutador de sensor de permissão de partida
9 — Pinos
10 — o braço Básico de um suporte de forma triangular de interrupção de sistema de produção dos gases cumpridos
11 — Pinos
12 — Pinos
13 — a Porta de bomba


 ORDEM DE REALIZAÇÃO

  1. Os detalhes da instalação RKPP 716.644 no CD-I DE MODELOS ML 270 mostram-se em uma ilustração a que todas as referências que se encontram no texto pertencem.
  2. Desconecte um arame negativo da bateria.
  3. Retire o caso de transferência (ver a Cabeça a Linha de transmissão).
  4. Resulte pinos (9 e 11) e retire um braço básico (de 10) de um suporte de forma triangular de interrupção do sistema da produção dos gases cumpridos.
  5. Tendo desbloqueado, tome alfinetes (2) e alavancas de união separadas (3) da transmissão (1).
  6. Tome um alfinete (2) e separe uma vara de ligar (4) da alavanca (5).
  7. Retire uma braçadeira (7) e desconecte a linha hidráulica (6), - ao mesmo tempo a um zakuporta os finais abertos da linha e a tomada de mamilo, tendo tentado não permitir esvaziar-se do tanque de fluido de freio.
  8. Sustente a reunião de transmissão (1) por um macaco de carreta.
  9. Resulte pinos (12) e ao mesmo tempo levar transmissão em um macaco atrás e abaixo, separe-o do motor.
  10. Verifique uma condição do operador central da união e o carregamento de direção em um pêndulo. Substitua os componentes fracassados.
  11. Verifique o nível de óleo de caixa de mudanças que tem a é aproximadamente 10 mm abaixo do que a redução mais baixa de uma abertura gelatinosa (a medição pode executar-se por meio de uma chave rozhkovy).
  12. A instalação faz-se de pernas para o ar, - seguem a pista daquela conexão de uma vara (4) à alavanca (5) o guia na alavanca esteve no partido da fechadura da ligação da engrenagem inversa na base da reunião de alavanca (arma de fogo).
  13. Na conclusão bombeiam sobre um caminho hidráulico do passeio da união, tendo deixado sair o ar via a porta (13).